• Jo

Notícia pra lá de boa: Irisina

Atualizado: 25 de Jan de 2019




Cientistas brasileiros descobriram que o hormônio IRISINA, que é produzido nos músculos, e quando estimulado durante as atividades físicas, vai para a corrente sanguínea. Quando ele chega ao cérebro fortalece as sinapses (prolongamento dos neurônios responsáveis pela conexão entre as células que tem essa função prejudicada nas pessoas com Alzheimer) e, dessa forma, pode recuperar a memória e levar à melhora do quadro de Alzheimer e possível cura da doença.

Um remédio com este hormônio pode anular os efeitos nocivos do Alzheimer. A fabricação do medicamento pode demorar ainda pois depende de testes em seres humanos. Mas nós podemos começar a produzir este hormônio agora. É só não ficar parado.

O exercício físico induz a produção de IRISINA no nosso corpo. Então, nós podemos usar isso a nosso favor para que se consiga evitar a perda de memória e a doença de Alzheimer no futuro.

1 visualização

© 2019

RECEBA AS NOVIDADES

  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social